Dentes sensíveis!

July 20, 2011

 

A hipersensibilidade dentinária em dentes com lesões cervicais é um problema constante e crescente na clínica odontológica. A perda de estrutura dentinária na região cervical pode se dar por um processo de cárie, por abrasão, por erosão, por abfração ou pela associação de dois ou mais fatores.


Abrasão: perda de estrutura dentária por desgaste.
Causa: escovação exagerada na horizontal, com dentifrícios muito abrasivos e quando existe uma exposição radicular prévia.
Características: superfície dura, altamente polida, rasa, com contornos regulares e localizada na região vestibular.
Tratamento: escovação leve e no sentido da gengiva para o dente, uso de dentifrícios fluorados e não abrasivos e bochechos diários com solução de fluoreto de Na à 0,05% e restaurações da lesão se necessário.

Erosão: perda de substância dentária por dissolução em ácidos de origem não bacteriana. Geralmente generalizada, atingindo muitos ou todos os dentes.
Causa: ácidos de alimentos (refrigerantes) e do estômago (refluxo)
Características: aspecto arredondado, rasa, ampla e sem borda definida.
Tratamento: redução de alimentos e bebidas ácidas.

Abfração: lesão resultante de microfraturas do esmalte provocada pela flexão do dente, em função de forças oclusais mal dirigidas.
Causa: má oclusão.
Características: lesões se apresentam em forma de cunha, geralmente profundas e com margem bem definidas.
Tratamento: ajuste oclusal e/ou ortodontia.

Mecanismo de hipersensibilidade
A sensibilidade pode ocorrer quando temos túbulos dentinários abertos e expostos ao meio bucal (na presença de um dos tipos de lesões cervicais descritos), causando a movimentação do líquido no interior desses túbulos gerando uma pressão sobre as terminações nervosas.
A movimentação do líquido existente no túbulo dentinário pode acontecer por:
     - Jato de ar ou mesmo respiração bucal;
     - Alimentos doces;
     - Variação de temperatura (alimentos quentes e frios);
Outras situações que podem causar sensibilidade: dente fraturado, lesão cariosa, restaurações com infiltrações. 


Tratamento Geral
Pode apresentar cura espontânea;
Aplicação de dessensibilizante no consultório;
Uso de pastas dentais dessensibilizantes;

Ajuste oclusal e/ou ortodontia;
Laserterapia. 

 

Dr. Mirelle C Martins
Especialista em Periodontia e Implantodontia

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

1. PEREIRA, J. C. Hipersensibilidade Dentinária. Aspectos clínicos e forma de tratamento. Maxi-Odonto: Dentística 1,2:1-24, março/abril, 1995.
2. BARATIERI, L.N. e Colab. Estética. Restaurações adesivas diretas em dentes anteriores fraturados. Quintessence, 1995.
3. BARATIERI, L.N. e Colab. Procedimentos Preventivos e Restauradores. Quintessence, 1995.
4. MONDELI, J. e Colab. Dentística Restauradora. Tratamentos Clínicos Integrados. Quintessence, 1984.
5. TODESCAN, F.F. e BOTTINO, M.A. Atualização na Clínica Odontológica: A prática da clínica geral. Artes Médicas, 1996. 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

July 20, 2011

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Grey Facebook Icon

© 2002 por Tratar Odontologia

CLM 1.940 - R.T. Renato M Mendes (CRO-MG 27.330)

Fotos por Virgilio de Barros